3 Pontos importantes para você arrasar no Onboarding Gamificado da sua empresa

Entenda como funciona o Onboarding Gamificado e por que ele está sendo adotado pelas empresas para integrar novos

Entenda como funciona o Onboarding Gamificado e por que ele está sendo adotado pelas empresas para integrar novos colaboradores. Trace a estratégia perfeita para que todos da empresa, não só os novos, fiquem engajados

Fazer com que novos profissionais se adaptem mais rapidamente à cultura organizacional é uma missão importante, além disso, faz toda diferença no  resultado e no engajamento geral. Por isso, muitas empresas apostam no onboarding, que consiste em várias práticas para facilitar a ambientação do novo empregado.

Para esse processo ser efetivo e divertido, a gamificação é uma metodologia indicada para receber bem os “novatos”. Ela proporciona a aceleração de aprendizagem, a memória de longo prazo e, dessa forma, faz com que o aprendizado seja rápido e perdure!

Cada empresa e cada onboarding tem duas particularidades, e os games de aprendizagem englobam tanto o processo básico como também alinhamentos e treinamentos específicos. Neste artigo do Blog AvataRH, destacamos aspectos do Onboarding e da Gamificação como uma ferramenta inovadora para as empresas.

Confira!

1. METAS do onboarding

O principal objetivo dessa prática, em sua maioria, é fazer com que o colaborador comece a ser produtivo no menor tempo de adaptação possível. Em outras palavras, possibilitar que ele rapidamente apresente um desempenho notável. Afinal, nem sempre há semanas ou meses para que todo o potencial do novo integrante comece a ser aplicado, não é verdade?

As organizações sabem que é relevante investir na equipe para obter uma performance acima da média. Por isso, o onboarding é um dos processos muito valorizados no mundo corporativo. E a gamificação também tem sido cada vez mais descoberta por diferentes áreas, inclusive a de RH.

Um dos motivos para se realizar o Onboarding Gamificado é inovar e acertar em engajamento, encantamento, alinhamento de metas, integração, capacitação, entre tantos outros.

2. DEFINIÇÕES para gamificar

Os departamentos de marketing e de RH estão utilizando os games empresariais de forma estratégica. A intenção é tornar mais eficientes e atrativos alguns processos específicos das empresas: como o onboarding, treinamentos e capacitações, integração, team building, seleção e atração de talentos, alinhamentos estratégicos, nivelamento de conhecimentos, assessment etc.

Para constatar os resultados alcançados pela gamificação, é crucial conhecer as metas do projeto e desenvolver games corporativos de qualidade, sejam eles com base em gamificação ou learning games.

Para a utilização destes recursos, também é importante definir se o jogo empresarial será presencial, online ou um APP.

Algumas dicas de gamificação e learning games

Entre os elementos do jogo, é importante que a missão estabelecida desafie e motive o público a interagir, as regras precisam ser claras. As tarefas podem ser complexas, contudo, devem ser compreendidas com facilidade. Dessa forma, o jogo se torna mais divertido, o que aumenta o engajamento. Ah, jamais abra mão do visual bem elaborado e da simplicidade para envolver as pessoas!

3. FOCO no aprendizado

Os jogos corporativos precisam ter a meta voltado para o aprendizado, ou seja, gerar conhecimento ou desenvolver competências. Um case interessante é o da CPI Tegus que utilizou o onboarding gamificado para apresentar os valores da empresa de maneira criativa, eficiente e lúdica. No processo, foram adotados o Game Jam, o Play Teste e o Jogo Final.

“Queríamos mostrar que os nossos valores é algo muito maior do que um quadrinho na parede. Inicialmente, os funcionários e estagiários entram tímidos ao participar do processo. Aos poucos, eles se encantam com as atividades e se envolvem plenamente. Isso é muito positivo para nós”, afirmou a diretora de RH da CPI Tegus, Lívia Zappa.

A diretora também destacou que a gamificação proporciona integrar pessoas de vários setores de maneira superpositiva. “Gera um aprendizado mais sólido e consistente. Recomendo e gostaria de ter um jogo para tudo em nossa empresa”, enfatizou.

Hoje, a gamificação no onboarding é um diferencial que também prioriza fazer com que as organizações prestem serviços cada vez melhores aos consumidores.

Se você gostou deste conteúdo e pretende engajar a equipe com mais rapidez e consistência, a recomendação é ler, agora mesmo, os posts sobre onboarding gamificado em nosso Blog Avatarh. O conhecimento é vital para a melhoria contínua!

Deixe um comentário