Onboarding e reboarding

Ainda não implementou um game de onboarding e reboarding? Pare de perder tempo!

Se você ainda não implementou a gamificação nos processos de onboarding e reboarding na sua empresa porque está

Onboarding e reboarding

Imagem: Marcus Souza

Se você ainda não implementou a gamificação nos processos de onboarding e reboarding na sua empresa porque está com algum tipo de receio, saiba que não está sozinho. Muitas pessoas e empresas ainda sentem medo na hora de apostar na tecnologia, na criatividade e na inovação dos seus processos

Fugir do tradicional, inovar, apostar em tendências…Tudo isso exige uma nova mentalidade e tempo de amadurecimento da ideia. Porém, temos certeza de que, se você apostar em um game para o onboarding e reboarding, não irá se arrepender.

“O onboarding e reboarding gamificado é uma oportunidade para relembrar as pessoas do propósito da organização, tornando o processo de aprendizagem muito mais fácil, envolvente e interessante”, destaca Fernando Seacero, fundador da i9Ação.

Por isso, o reboarding gamificado é uma ideia inteligente, pois faz com que os colaboradores (novos e antigos) possam interagir mais, desafiarem-se com as missões que existem no jogo, trocar mensagens e aprender juntos.

Gostou? Então, vem com a gente, aprenda mais e se livre do medo de investir em processos prósperos, modernos, criativos, únicos e diferenciados. Vamos lá?

 

Por que as empresas têm medo do onboarding e reboarding gamificado?

Um dos principais anseios das empresas que ainda não apostaram no onboarding e reboarding gamificado é o tempo. Afinal, o processo de implementação exige envolvimento e, é claro, tempo para desenvolver, realizar testes e fazer com que ele funcione.

Porém, gostaríamos que você fizesse um exercício: chame um colaborador que já esteja há mais de um ano na empresa e pergunte tudo o que ele se recorda da ação de onboarding que você realizou quando ele foi contratado.

Certamente você investiu em uma palestra, tour pela empresa, apresentação em Power Point (dentre outras inúmeras possibilidades de onboarding). No entanto, arriscamos afirmar que ele se recordará de poucas coisas.

Com as técnicas tradicionais, as pessoas não aprendem. Ou aprendem e se esquecem com facilidade. Porém, é de extrema importância para a empresa que o colaborador se recorde de tudo o que foi passado nos treinamentos, não é mesmo?

A notícia boa que temos para te dar é que com um game de onboarding e reboarding — com a metodologia de aprendizagem da i9Ação — isso não acontece. Afinal, os colaboradores aprendem jogando. Todo o conteúdo é personalizado para atender a realidade da sua empresa.

O processo é ótimo e só trará benefícios para a sua empresa. Porém, precisamos adiantar: isso não vai acontecer da noite para o dia. 

Assim, o tempo ideal para a implementação de um game totalmente personalizado é de 3 a 4 meses. No entanto, vale a pena cada segundo a mais que você vai esperar.

>> Leia também: Reboarding: a maneira inteligente de conectar colaboradores aos novos tempos.

 

7 oportunidades criadas pelo reboarding e onboarding digitais

Conheça quais são as principais oportunidades que a sua empresa pode conquistar investindo no reboarding e onboarding digitais. Vamos lá?

  • Integrar o digital e o físico: um jogo digital pode fazer com que você seja levado a interagir com pessoas na organização em diferentes fases; e não ficar apenas no jogo, pode se expandir para a interação na realidade;
  • Estimular a comunicação entre colaboradores novos e antigos: novos integrantes precisam buscar alguma informação com os antigos para passar de fase;
  • Separar as jornadas por diferentes departamentos e níveis: você pode dividir o game por trilhas; As trilhas de conteúdo podem ser separadas por departamentos e níveis, tornando o game muito mais adequado ao perfil dos colaboradores;
  • Atualizar os conteúdos no jogo: o game não é estático, ou seja, há a possibilidade de atualizá-lo. Você pode fazer um upgrade na biblioteca, inserir novos conteúdos, vídeos, dentre outros;
  • Apresentar novos conceitos: existem muitos conceitos atuais (como a LGPD, por exemplo) que os antigos e novos colaboradores não têm tanto conhecimento. Então, com o game atualizado, é a oportunidade ideal para apresentar esses novos temas e mostrar como eles podem ser aplicados dentro da empresa;
  • Tirar dúvidas, dar e receber feedbacks: com o onboarding e reboarding digitais, os colaboradores têm a possibilidade de tirar as suas dúvidas, compartilhar com os colegas o que estão aplicando, falar sobre a sua evolução e muito mais. Há uma área para avaliarem cada experiência do jogo e também para receberem um retorno sobre sua performance. O mural também é um espaço que incentiva muito o aprendizado e a troca de experiências;
  • Reduzir o turnover: como os novos colaboradores e antigos se sentem especiais e acolhidos com o game, as chances de turnover são baixas; além disso, há a redução de custos, pois não é preciso contratar, demitir, recontratar, treinar etc.

 

Quais dificuldades que a empresa tem na hora de implementar um processo de onboarding e reboarding?

Uma das principais dificuldades que as empresas têm na hora de investir no onboarding ou reboarding é conseguir construir e transformar o conteúdo.

Ou seja, é pegar o conteúdo que há em Power Point, slide, vídeo, texto, PDF e transformá-lo em um conteúdo diferenciado, bacana. Elas também ficam com dúvida na hora de segmentar as trilhas de conteúdo de acordo com os níveis e departamentos.

Porém, o time de especialistas da i9Ação é expert em entender as necessidades e realidade da sua empresa para ajudar a construir um conteúdo rico e que promova o entendimento e aprendizado dos colaboradores.

Então, não se preocupe se você não sabe como funciona ou por onde começar: basta entrar em contato conosco que vamos analisar a realidade da sua empresa e propor o melhor game.

 

Por que a i9Ação é a melhor escolha para implementar um game de onboarding e reboarding na sua empresa?

Investir no onboarding e reboarding da i9Ação é sempre uma ideia interessante. Afinal, ele é totalmente customizado. Todo o conteúdo, a mecânica do jogo, a biblioteca, a arquitetura e o layout são personalizados para a realidade da sua empresa.

Então, segundo Fernando Seacero, “É um game feito especialmente para atender aquela cultura e aquela determinada empresa”.

Além disso, os resultados são surpreendentes: o nível de engajamento digital gamificado é três vezes maior do que um processo tradicional. Então, se você quer promover mais engajamento, aprendizado e envolvimento com os processos da empresa, invista em um game de onboarding e reboarding personalizado.


Que tal saber mais? Descubra agora como a GAMIFICAÇÃO pode transformar sua empresa!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.