Processos seletivos podem ser interativos e utilizar técnicas de gamificação  para torna-los mais eficientesProcessos seletivos podem ser interativos e utilizar técnicas para torná-los mais eficientes. 

Nem sempre é possível (re)conhecer as pessoas em uma seleção de talentos tradicional, principalmente quando a posição a ser ocupada depende mais de valores e atitudes do que de conhecimentos técnicos. Nesse caso, fazer a imersão de candidatos em um cenário gamificado, simular situações para vivenciarem conhecimentos e comportamentos, são parte de uma solução para encontrar o perfil ideal: e real!

Desenvolver um processo de seleção bem elaborado, que integre informações técnicas e desafios emocionais, intelectuais, entre tantas outras possibilidades vai extinguir perguntas do tipo: “qual animal você seria”, e mandar para longe respostas aconselhadas pelo Google como a da formiga que gosta de trabalhar.