Microlearning

Imagem: Marcus Souza

É preciso se atualizar com o que há de melhor no Brasil e no Mundo, por isso, hoje, damos continuidade aos assuntos sobre tendências de aprendizagem aqui no Blog da i9. Vamos falar sobre Microlearning (ou aprendizagem rápida em tradução livre)

O Microlearning é um processo de aprendizagem que faz a divisão de informações em blocos de tópicos pequenos. Ao interagir com essas pílulas de aprendizado altamente direcionadas, as lições se tornam muito mais fáceis de digerir e a probabilidade de retenção de conhecimento aumenta. É uma forma de compreender um assunto em um curto espaço de tempo.

Ele é mais do que um simples recurso de treinamento, já que oferece pílulas de informações para ajudar o participante a alcançar um objetivo específico e acionável. Isso torna o Microlearning muito valioso nas empresas.

Segundo Fernando Seacero, fundador da i9Ação, que trabalha com desenvolvimento de jogos para aprendizagem e games empresariais há mais de 20 anos:

“Estamos acostumados com aulas longas, com mais de 1 hora, e muitos estudos já sustentam que pequenas parcelas de conhecimento geram uma retenção muito maior, comparado a alguns métodos. Essa retenção acontece principalmente nos primeiros 15 minutos, e depois há uma queda abrupta. E o Microlearning é essa forma de quebrar esse conteúdo em parcelas menores, de forma criativa.”

É uma metodologia que chega para mudar padrões e conceitos! Quer ver? Você já se fez estas perguntas ou testou algo parecido com elas?

  • E se, em vez de sobrecarregar o participante, a informação fosse passada aos poucos?
  • Como é possível as pessoas aprenderem em pequenos passos para, até mesmo, desenvolverem habilidades mais complexas?
  • E se o aprendizado nas empresas seguisse um cronograma de assimilação rápida?

O fato é: momentos curtos e focados de aprendizado podem ser mais fáceis de digerir.

Portanto, o conceito do Microlearning é que, com o incremento de uma pequena carga cognitiva por vez, é possível liberar o cérebro do aluno para se concentrar no trabalho real de praticar novas habilidades e competências, sem se prender por horas em uma palestra.

Ele também se fundamenta no fato de que não conseguimos ter nossa atenção focada e de alta qualidade depois de 20 minutos.



treinamento LGPDImagem: Marcus Souza

Por Fernando Seacero

A LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) enfim entrou em vigor no dia 18 de setembro de 2020, depois de alguns impasses por conta do período de pandemia. Isso significa que a partir desta data, todas as empresas precisam estar em conformidade com a Lei. E claro que para isso acontecer, o treinamento de LGPD é essencial em qualquer organização.

Afinal, os colaboradores de diferentes times, que possuem contato direto com os considerados dados pessoais, sejam de clientes, fornecedores, parceiros ou até da base de contatos do marketing e de vendas, precisam estar preparados para agir da maneira correta, seguindo os conceitos descritos na lei.

Mas precisamos deixar algo bem claro: é preciso descomplicar a LGPD para que todos saibam interpretar a melhor forma de agir de acordo com situações e comportamentos do cotidiano. E a melhor forma de assimilar isso é por meio da interatividade e gamificação.

Confira abaixo como comunicar os conceitos da LGPD por meio de um jogo interativo, ferramenta para todos que precisam aplicar a nova lei no dia a dia e treinar colaboradores da forma mais ágil e lúdica possível.



microlearning na segurança do trabalho

Imagem: Marcus Souza

As empresas precisam garantir que os padrões de segurança do trabalho sejam respeitados por todos, especialmente por aqueles que o trabalho envolve algum risco. É papel dos empregadores conscientizar seus funcionários sobre os processos e procedimentos de segurança. E você sabia que uma duas metodologias que ajudam nisso são microlearning e gamificação?

É fundamental garantir que os times façam seus trabalhos com conhecimento total das operações e medidas de segurança. Embora as empresas possuam maneiras próprias de treinar sua equipe, a forma de treinamento mais tradicional nem sempre é eficaz. 

As organizações geralmente consideram a SIPAT, a Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho como o único treinamento de segurança no ano. Uma programação intensa para abordar tudo o que é importante. E queremos mostrar que existem formas de melhorar essa experiência.

Confira agora os detalhes sobre a eficácia da gamificação e do microlearning na segurança do trabalho e como sua empresa pode colocar essas soluções em prática.

 

Como combater a falta de interesse nas práticas de segurança do trabalho?



aprendizagem corporativa

Escolha as 3 opções certas sobre aprendizagem corporativa na cultura 4.0 🙂

O que você poderia imaginar que seria o futuro da aprendizagem corporativa na verdade já é o presente e está aqui: nos ambientes empresariais também. Os métodos tradicionais estão mudando rapidamente, passando para modelos mais dinâmicos e interativos. Quer saber as novidades sobre estratégias de aprendizagem? Vem comigo!

A Indústria 4.0 surgiu com a entrada de novas tecnologias para entretenimento, para facilitar a nossa rotina e para termos acesso a um grande volume de informações. A chegada da tal Cultura 4.0 impacta completamente no comportamento da sociedade e reflete dentro da cultura organizacional.

Devido a essa nova realidade, as necessidades ligadas à aprendizagem corporativa estão crescendo (e mudando) em todas as áreas. Aí começamos a nos deparar com universos complexos chamados Microlearning, Gamificação e Aprendizagem em rede.

E o que será que realmente significa isso?

 

O que muda em termos de aprendizagem corporativa na cultura 4.0?