Tem muitas formas para medir o resultado da plataforma gamificada para a formação de gerentes:

  • Uma delas é Analytics!
  • Uma outra é tirar uma foto 🙂

Então fomos lá medir novamente, aplicamos a 2ª Edição.

Veja aqui o segundo relatório:


plataforma gamificada para produtores rurais

 

Seis grupos de produtores rurais já passaram pela plataforma gamificada para entender – na teoria e prática – não só como ser protagonista e ser mais ativo em seu setor. Eles também aprenderam o poder do jogo como método de aprendizagem

A formação de novas lideranças e o estreitamento dos elos do sistema associativo têm sido pauta do Sistema FAEP/SENAR-PR (Federação da Agricultura do Estado do Paraná / Administração Regional do Estado do PR). A plataforma presencial gamificada “Agro Pro – Produtor Protagonista” foi desenvolvida como uma das estratégias para a mobilização do produtor rural local.

Quer saber como funciona a Plataforma Gamificada?


Para destacar sua empresa no mercado, uma necessidade é ter um quadro de colaboradores altamente capacitado – e engajado. Melhor ainda se finalizar o ano com o balanço “melhor do que a encomenda” e começar a nova jornada com o plano estratégico bem alinhado e os conteúdos bem nivelados

Para reservar seu lugar ao sol é preciso usar as melhores metodologias para engajar os funcionários e potencializar a aprendizagem. Mas como fazer isso e quais metodologias escolher para acertar? Sabendo que as metodologias convencionais não estão tendo boa efetividade, hoje, o Blog AvataRH veio explicar NA PRÁTICA sobre a adoção de ferramentas inovadoras!

Então se você quer saber como um aplicativo gamificado contribui para engajar funcionários e potencializar a aprendizagem, você tem duas missões:

1 – Continue lendo e entenda como jogar o i9 Challenge. Experiencie e saiba como o app gamificado pode se aplicar em sua empresa.

2 – Disponível para quem quiser baixar e conhecer um modelo de game corporativo para aprendizagem! Você já baixou o i9 Challenge? Você pode encontrá-lo no Google Play ou na Apple Store;


Descubra como os jogos corporativos podem ajudar a disseminar a Cultura Organizacional e o Código de Ética e Conduta de sua empesa  

Você ainda acha que seus colaboradores conseguem ler e aplicar todos aqueles manuais cheios de regra, aqueles que você envia por e-mail? A verdade é dolorida, mas não, né!? Se sua empresa ainda investe apenas nas velhas apresentações do passado, esses documentos correm um sério risco de serem esquecidos, junto ao código de ética e de conduta.

A boa notícia é que é possível disseminar suas mensagens e procedimentos de um jeito mais prático e envolvente. Uma metodologia de fazer isso que tem conquistado o mercado e os colaboradores são as aplicações de jogos corporativos. 


Se você já pesquisou sobre a importância da gamificação no ambiente corporativo, certamente, já se deparou com o Challenge. Ele é um jogo digital personalizado para atingir o objetivo da sua empresa -inclusive aquelas de mais urgência que precisam começar ainda este ano

O Challenge envolve o seu time interno com o tema da sua escolha, servindo de maneira lúdica e interativa para a aceleração da aprendizagem da sua equipe, enquanto também gera engajamento emocional, captura dúvidas em relatórios, e levanta os pontos de mais interesse dos usuários.

Achou interessante? Então, venha conosco e descubra agora mesmo 7 razões para você investir no Challenge ainda este ano! Entre elas, você vai ver alguns dos objetivos que podem ser customizados e alcançados:

1. Promove a integração dos colaboradores


Os jogOs jogos simuladores formam a nova tendência quando o assunto é treinamento de desenvolvimento.os simuladores formam a nova tendência quando o assunto é treinamento e desenvolvimento. O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo e cobra a atualização constante dos profissionais que têm uma nova opção para se aprimorar e se destacar no mercado de trabalho, assim como os gestores de recursos humanos, que encontraram nos jogos um novo aliado para aumentar a produtividade dos colaboradores.

E engana-se quem pensa que jogos são coisas de criança. Jogos de simulação, fazem parte de uma atividade interativa de aprendizado que está ganhando espaço no meio de treinamento e desenvolvimento. Trata-se da gamification, uma estratégia de interação entre pessoas e empresas que geram estímulos de forma lúdica, por meio dos jogos.

Como funciona?


Trabalho em equipe e planejamento: veja como os games ajudam a carreiraRicardo Marchesan
Do UOL, em São Paulo

A indústria de games é cada vez mais poderosa. Em 2015, deve movimentar US$ 91,5 bilhões no mundo, segundo a Newzoo, empresa de pesquisa de mercado.

A Nielsen, outra firma com foco em consumo, estimou que em 2013 os gamers americanos com mais de 13 anos gastaram 6,3 horas por semana jogando, seja em consoles, computadores, tablets ou smartphones. A pesquisa foi divulgada no ano passado.

Mas se engana quem pensa que isso é apenas lazer ou tempo improdutivo. Outros estudos apontaram que alguns tipos de jogos podem aumentar a capacidade de aprendizado e até mesmo ajudar cirurgiões a cometer menos erros.

Fernando Seacero, neuropsicólogo e sócio da i9Ação, empresa que desenvolve jogos voltados para aprendizado e para o mundo corporativo, listou o que os games podem ensinar a respeito da vida profissional.


Conheça a metodologia Preferências Humanas

Leia matéria sobre Os 4 modos de agir no trabalho

A revista Você SA,  do mês de abril de 2015, publicou matéria sobre o estudo de 4 modelos mentais, realizado por Fernando Seacero, da i9Ação. A metodologia Preferências Humanas foi abordada pela jornalista com foco no perfil brasileiro e traz dicas de como as pessoas podem identificar o seu modelo mental para lidar melhor com as pessoas no trabalho.

E saiba mais sobre Preferências Humanas no site da i9Ação 

Leia na íntegra abaixo:


chess

Quem disse que para o aprendizado ser produtivo a metodologia tem que ser tradicional? Pelo contrário, tendências recentes provam que usar técnicas interativas e de entretenimento para difundir conhecimento pode trazer resultados positivos no processo de aprendizagem. São estratégias que usam recursos divertidos para garantir a atenção e a participação das pessoas de forma que a absorção do conteúdo seja (impulsionada para níveis estratosféricos) muito maior.

Por exemplo: já pensou em usar um jogo para treinar e desenvolver as competências dos seus colaboradores? Muitas empresas já aplicam a técnica com sucesso no Brasil e no mundo. São games adaptados ou criados para atingir objetivos específicos de cada negócio, mas que têm em comum garantir que os participantes aprendam determinados conteúdos.

Confira algumas dicas para dar aquele upgrade no treinamento dos seus colaboradores:


geração yHá alguns anos, a geração Y começou a entrar no mercado de trabalho e mudou o perfil do quadro de colaboradores das empresas. Esta é a geração nascida entre os anos 1980 e 2000. São pessoas que priorizam o bem-estar e a liberdade criativa no ambiente de trabalho, que não têm medo de mudar de emprego e que buscam desafios constantes. Para esta geração, a forma de absorver conhecimento é diferente, por isso, devem ser utilizadas metodologias distintas que garantam um aprendizado produtivo.