criar uma Academia Digital de Vendas

Imagem: Marcus Souza

Treinamentos para formação ou atualização de vendedores como uma Academia Digital de Vendas precisam engajar para serem eficientes, funcionarem por mais tempo e, realmente, impactarem os resultados. Hoje, muitas empresas ainda erram ao entregar um formato em que o participante tem acesso a muito conteúdo e pouca interatividade. O aprendizado é sério, mas tem que ser divertido.

Vendedores não têm tempo para complicação nem paciência para conteúdo chato. Por isso, os treinamentos são muito mais atraentes quando envolvem facilidade e agilidade, ou seja, o conteúdo deve estar na palma da mão, ser divertido e instigante, rápido e fácil. Além disso, a ferramenta utilizada precisa ser intuitiva e se tiver uma interface similar à das redes sociais será ainda mais atraente e gostosa de usar.

Plataformas gamificadas e digitais já são desenvolvidas pensando nesse desafio, elas podem ser como um aplicativo para celular totalmente personalizado com a marca e conteúdo da empresa, por exemplo. Portanto, o mais indicado é que a equipe tenha acesso pelo tablet ou smartphone, o que é essencial para uma função que atua em mobilidade: enquanto aguarda uma reunião, usa alguns minutos para “jogar” no App.

Para esse público é melhor evitar o desenvolvimento de treinamentos que precisam ser realizados em um computador.

 

A facilidade de gestão da ferramenta



Gestão de pessoasVeja dicas e ideia para evoluir suas ações de gestão de pessoas diante das transformações do mercado de trabalho

As mudanças do mercado de trabalho não param: temas como a flexibilização da jornada e home office, por exemplo, estão ganhando cada vez mais importância dentro das empresas. E o que isso quer dizer? Simples: sua estratégia de gestão de pessoas está sob pressão.

Para se ter uma ideia do tamanho dessa pressão, faça o seguinte: pesquise quantos conceitos e ideias existem, hoje, para ajudar nos desafios diários de uma equipe de Recursos Humanos.

Com certeza, você encontrará muitos, e com eles a dúvida sobre como saber lidar com tantas transformações e também evoluir em sua estratégia de gestão de pessoas.



Gestão de PessoasAssista nosso vídeo e confira porque os jogos corporativos podem transformar a estratégia de Gestão de Pessoas em seu negócio

Aposto que você já ouviu, por algumas vezes, que para sua empresa ter uma estratégia de gestão de pessoas eficiente, o caminho é investir em ideias inovadoras. Mas aí vem a dúvida: como fazer para inovar, com tantos novos conceitos que temos por aí? Isso é realmente possível?

Se você ficou em dúvida na resposta, nós temos uma boa notícia: é possível, sim, ter inovação e bons resultados no processo de desenvolvimento de equipes – e de uma forma divertida e prática. Quer ver?

Então, assista nosso novo vídeo, que traz o que nós fazemos aqui na i9Ação e mostra como podemos ajudar a formar uma visão mais estratégica do desenvolvimento de pessoas!



CONARH

Ainda mais interativo, o aplicativo CONARH 2017, desenvolvido pela i9Ação, foi pensado para ajudar os visitantes da feira a terem mais informações e conhecimento sobre gestão de pessoas usando a gamificação

Entre os dias 15 e 17 de agosto, São Paulo recebe a 43ª edição do CONARH – um dos principais eventos sobre gestão de pessoas da América Latina. Mas uma das principais novidades já está à disposição de quem quer tirar o melhor da feira: é o App CONARH 2017, que está repleto de novidades.



Fazer com que seu time se sinta capaz de criar novas soluções para os desafios do dia a dia e disposto a abraçar a inovação: isso é o Empoderamento Criativo!Empoderamento criativo

Eu não sou criativo”. Você já deve ter ouvido essa frase milhões de vezes e, provavelmente, algumas delas vieram de dentro da sua equipe. De fato, com a maior rigidez dos processos corporativos, muita gente tem se achado incapaz de realizar qualquer ação fora de suas funções cotidianas. E é aí que o Empoderamento Criativo tem sido usado para reverter essa condição.



CONARH_RevistaMelhorPalestrantes explicam como gamificação ativa regiões cerebrais que geram engajamento, melhoram performance e estimulam inteligência colaborativa.

Colocar a mão na massa e criar um game. Essa foi a proposta do último painel do segundo dia do CONARH 2015, Game Jam, com o palestrante Fernando Seacero, da I9ação, empresa especializada em gamificação em ambientes corporativos. “Ontem, na abertura do congresso, a Leyla, presidente da ABRH-Brasil, comentou que esse evento é uma co-criação de todos os RHs aqui presentes, portanto hoje vamos co-criar alguns games. Vocês topam esse desafio?”, indagou ao auditório Seacero.