como engajar colaboradores

Imagem: Marcus Souza

A aprendizagem constante é um fator de fortalecimento para pessoas e empresas, mesmo com o distanciamento social. Proporcionar interatividade e aprendizagem ativa são duas ações que podem ajudar muito a gerar engajamento mesmo à distância

Em nosso blog mais recente, falamos sobre os sinais que indicam quando os colaboradores não estão engajados e citamos algumas formas de reverter essa situação. A questão é que além de identificar que existe desengajamento, é preciso estar aberto para mudar ou adaptar o formato para possibilitar um ambiente com mais propósito, comprometimento, comunicação, transparência, visão sistêmica etc.

Durante uma pandemia e mesmo depois dela, grande parte das interações e treinamentos passam a ocorrer por meios on-line, tanto identificar o desengajamento como trabalhar o bom relacionamento com o colaborador se tornam missões antigas em formato novo e mais desafiador para os gestores de pessoas dentro das empresas.

Para facilitar o desafio em um cenário em transformação, podemos citar a pesquisa anual do Engagement Group, divulgada em 2019, que considera os principais pontos que influenciam o engajamento nas organizações nos três últimos anos são:

  • Liderança inspiradora
  • Comunicação fluida entre diferentes níveis hierárquicos
  • Aprendizagem constante

Isso quer dizer que: se o engajamento é um baú de tesouro escondido, temos algumas pistas. E para entender mais sobre o baú e as pistas, Blog AvataRH conversou com o neuropsicólogo e desenvolvedor de games Fernando Seacero, fundador da i9Ação – empresa que trabalha com aprendizagem de adultos, engajamento e gamificação há 20 anos.



desengajamento dos colaboradores

Imagem: Marcus Souza

A maior incidência de afastamento por problemas psicológicos e o aumento de estresse verificado nos profissionais nas empresas são sinais da diminuição deste quesito “engajamento” nas organizações. A mudança no modelo de trabalho e na vida das pessoas com a pandemia fez com que os gestores precisassem se adaptar e buscassem novas formas de engajar e medir o engajamento

As empresas estão cada vez mais conscientes da importância de possuir colaboradores engajados. Elas sabem que o desengajamento dos colaboradores pode custar muito caro e, por isso, existe grande investimento em treinamentos e benefícios. Mas, em tempos de trabalho on-line e em home-office, como identificar a desmotivação e a falta de comprometimento nas pessoas?

O engajamento é o comprometimento e envolvimento emocional do colaborador com a empresa. Um profissional engajado é entusiasmado com o trabalho e envolvido com as ações que fortalecem a reputação da organização. Mas quando esse envolvimento não existe, o colaborador está desinteressado e isso prejudica o desenvolvimento dele como profissional e o crescimento da empresa. Por isso, é importante identificar quais colaboradores estão desengajados e propor medidas para mudar essa situação.



Tecnologias ajudam a enxergar o Engajamento

Imagem: Marcus Souza

 

Por Fernando Seacero*

Com o passar dos meses de atividades corporativas prioritariamente on-line, os gestores de RH estão descobrindo na prática que um bom onboarding não pode se limitar a um vídeo de boas-vindas e uma sequência de aulas ou apresentações gravadas. Os reflexos dessa situação já mostram que este formato impossibilita um ponto crucial do processo: que seu departamento consiga enxergar de fato a pessoa, entender como ela está indo e qual o seu desempenho.

Como as empresas exigem cada vez mais agilidade e efetividade no processo de integração de novos colaboradores, é imprescindível que o RH consiga acompanhar de perto e em tempo real a evolução de cada pessoa no fluxo de treinamentos. Se não enxerga, a probabilidade de o novo integrante se perder é muito grande.



Aprendizagem na retomada

Imagem: Marcus Souza 

O mundo do trabalho foi severamente afetado durante esta crise e é justamente por isso que empresas e empregadores devem desempenhar um papel fundamental de comunicação, para proteger os trabalhadores, suas famílias e a sociedade em geral

Com a pandemia do novo coronavírus, em todo o mundo, os governos e as empresas adotaram uma série de medidas de segurança, incluindo as que afetam os locais de trabalho, para combater a propagação da doença. Mas agora na retomada, como se comunicar com todo o time mesmo com o distanciamento social?

Qual será o melhor modelo de comunicação de diretrizes que as empresas devem enviar aos seus funcionários? Existem formas de facilitar esse processo? É isso que você vai conferir a partir de agora.

 



aprendizagem digital cuidados com covid

Imagem: Marcus Souza 

Para a retomada das atividades, é responsabilidade de cada organização gerenciar as questões da pandemia e os cuidados com o COVID dentro da empresa. Garantir que os colaboradores recebam treinamentos e informações é uma necessidade que pode ser atendida desde já

Fornecer conteúdo qualidade, de forma ágil e organizada, bem como, ter claro o posicionamento institucional sobre a pandemia é um passo indispensável para as empresas cuidarem dos colaboradores e dos clientes em várias esferas. Além da saúde dos negócios, ainda é preciso reforçar informações para evitar o contágio e a transmissão.

Por isso, hoje selecionamos 9 recursos que podem ajudar as empresas e implementarem treinamentos digitais de sucesso sobre cuidados com o COVID-19.



5 passos para ter sucesso na SIPAT DIGITAL

Imagem: Marcus Souza

A SIPAT é essencial para garantir a segurança dos colaboradores, inclusive neste momento de pandemia. Por isso, é importante saber que é simples migrar o SIPAT para o Digital

Afinal de contas, o mundo mudou, os eventos foram uma das atividades mais impactadas com a chegada da pandemia. Mas isso não pode impedir que a comunicação proporcionada pelos eventos deixe de acontecer.



Os 10 benefícios da SIPAT digital

Imagem: Marcus Souza

Você sabe quais os resultados que a mudança no formato e no ambiente da SIPAT pode trazer para seu time e para a sua empresa?

Cada empresa possui os seus objetivos ao realizar o evento, correto? Mas ao optar pela SIPAT Digital existem alguns resultados claros que você precisa conhecer!

 

Conheça os 10 resultados da SIPAT Digital com o 2Gether



Ebook - Como organizar a SIPAT

Imagem: Marcus Souza

A realização de eventos, reuniões e treinamentos nas empresas estão entre as principais mudanças e inovações decorrentes da pandemia global do COVID-19. Já que não podemos formar aglomerações nos espaços físicos, o caminho é inovar com soluções e ferramentas digitais.

Se a sua empresa conta com uma CIPA – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes, um dos desafios 2020 é a obrigatoriedade e a relevância de realizar a SIPAT – Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho.

 

Mas como seguir com a realização da SIPAT em 2020?



microlearning na segurança do trabalho

Imagem: Marcus Souza

As empresas precisam garantir que os padrões de segurança do trabalho sejam respeitados por todos, especialmente por aqueles que o trabalho envolve algum risco. É papel dos empregadores conscientizar seus funcionários sobre os processos e procedimentos de segurança. E você sabia que uma duas metodologias que ajudam nisso são microlearning e gamificação?

É fundamental garantir que os times façam seus trabalhos com conhecimento total das operações e medidas de segurança. Embora as empresas possuam maneiras próprias de treinar sua equipe, a forma de treinamento mais tradicional nem sempre é eficaz. 

As organizações geralmente consideram a SIPAT, a Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho como o único treinamento de segurança no ano. Uma programação intensa para abordar tudo o que é importante. E queremos mostrar que existem formas de melhorar essa experiência.

Confira agora os detalhes sobre a eficácia da gamificação e do microlearning na segurança do trabalho e como sua empresa pode colocar essas soluções em prática.

 

Como combater a falta de interesse nas práticas de segurança do trabalho?



Tudo sobre Gamificação

Imagem: Marcus Souza

 

Iniciativas corporativas com gamificação (gamification) são grandes aliadas dos profissionais de Recursos Humanos, Marketing, Eventos, Vendas, Segurança da Informação, Segurança do Trabalho e Compliance de empresas do Brasil e do Mundo. Cada vez mais, gestores e empresários buscam soluções para ampliar o envolvimento dos colaboradores nos processos da organização e, assim, melhorar seus resultados

Você já deve ter ouvido falar em jogos para aprendizagem de colaboradores! A metodologia tem atraído a atenção de empresários e gestores para transformar treinamento e desenvolvimento de colaboradores por meio de jogos corporativos para aprendizagem, potencializando consequentemente os resultados da empresa.

É isso mesmo, os jogos são uma forma de aumentar a performance de profissionais, equipes, comunidades, (preferencialmente de maneira cooperativa) para atingir objetivos diversos. E o porquê deste potencial da gamificação você vai descobrir nas próximas linhas.

Esses games podem ser desenvolvidos em plataformas físicas (um exemplo é aquele tipo de tabuleiro gigante onde as pessoas podem até caminhar por cima) ou de soluções digitais (para desktop ou mobile). Hoje em dia, já existem empresas especializadas nesse tipo de produção, ofertando desde ferramentas padronizadas até soluções gamificadas feitos sob medida.

A questão é que é preciso unir conhecimentos como games, designer, negócios, ciência da aprendizagem, didática, programação em diversas linguagens, conteúdo, que consigam ensinar muita coisa por meio das horas de “jogatina”.

>> Que tal saber mais falando com um especialista? Descubra agora como a GAMIFICAÇÃO pode transformar sua empresa!

Para ajudar você a tirar todas as dúvidas e conhecer tudo sobre o tema, compilamos as informações para que sua empresa e seus colaboradores possam tirar o máximo de proveito dessa metodologia. Confira!