assessment-mercado-de-rh

Os CEOs e gestores sabem que investir no capital humano e fazer melhores contratações são práticas essenciais para promover o crescimento da empresa. Diversas estratégias são empregadas para conhecer os candidatos selecionados para entrar na organização, ou mesmo, mapear o perfil dos colaboradores que já estão lá. A partir das informações do assessment é possível fazer uma gestão de pessoas organizada e ter clareza na tomada de decisões.

Neste post, vamos explicar melhor o que é assessment, sua utilidade e como superar esses obstáculos. Confira!


Os jogOs jogos simuladores formam a nova tendência quando o assunto é treinamento de desenvolvimento.os simuladores formam a nova tendência quando o assunto é treinamento e desenvolvimento. O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo e cobra a atualização constante dos profissionais que têm uma nova opção para se aprimorar e se destacar no mercado de trabalho, assim como os gestores de recursos humanos, que encontraram nos jogos um novo aliado para aumentar a produtividade dos colaboradores.

E engana-se quem pensa que jogos são coisas de criança. Jogos de simulação, fazem parte de uma atividade interativa de aprendizado que está ganhando espaço no meio de treinamento e desenvolvimento. Trata-se da gamification, uma estratégia de interação entre pessoas e empresas que geram estímulos de forma lúdica, por meio dos jogos.

Como funciona?


Trabalho em equipe e planejamento: veja como os games ajudam a carreiraRicardo Marchesan
Do UOL, em São Paulo

A indústria de games é cada vez mais poderosa. Em 2015, deve movimentar US$ 91,5 bilhões no mundo, segundo a Newzoo, empresa de pesquisa de mercado.

A Nielsen, outra firma com foco em consumo, estimou que em 2013 os gamers americanos com mais de 13 anos gastaram 6,3 horas por semana jogando, seja em consoles, computadores, tablets ou smartphones. A pesquisa foi divulgada no ano passado.

Mas se engana quem pensa que isso é apenas lazer ou tempo improdutivo. Outros estudos apontaram que alguns tipos de jogos podem aumentar a capacidade de aprendizado e até mesmo ajudar cirurgiões a cometer menos erros.

Fernando Seacero, neuropsicólogo e sócio da i9Ação, empresa que desenvolve jogos voltados para aprendizado e para o mundo corporativo, listou o que os games podem ensinar a respeito da vida profissional.


10mszf8.jpg

O reconhecimento constante dá ao funcionário o entusiasmo diário que ele precisa, mas não é qualquer feedback que cumpre esse papel e é preciso ter sensibilidade na hora de aplicá-lo

Há muito a imagem do chefe não é mais aquele que só aparece na hora em que as cartas do castelo estão caindo, para dar bronca geral e exigir resultados. Além desse perfil ser improdutivo, o clima gerado no ambiente corporativo é péssimo, minando potenciais e criando uma aura de produtividade reativa, ao invés de criativa. As pessoas, de medo de errar, acabam se fechando em bolhas que as impedem de ter pensamento fora da caixa.


Cat on NotebookAprendizado constante e liderança inspiradora são fatores de engajamento poderosos no ambiente corporativo. É isso que diz o Instituto Gallup, afinal, funcionários precisam perceber que estão aprendendo ou se desenvolvendo. Eles devem se inspirar em grandes líderes e, ao mesmo tempo, ter liberdade comunicativa para se sentirem motivados em seus empregos.

As empresas que precisam reter talentos devem prestar atenção nesses fatores, principalmente em tempos de competitividade acirrada no cenário mundial: além do Instituto Gallup, outros grandes grupos de pesquisa  internacionais, como Towers Watson e Aon, indicam que entre 50% e 85% dos funcionários das empresas em todo o mundo apresentam baixo grau de satisfação com o trabalho, ou que muitas vezes não se traduz apenas em falta de engajamento mas em “desengajamento ativo”, ou seja, funcionários “jogando contra” a própria empresa.


Liderança com técnicas de gamificação

Liderança com técnicas de gamificação

Os jogos utilizam três partes do cérebro, e por isso o uso de algumas técnicas faz com que a atividade gamificada seja envolvente

Quem não se lembra dos primeiros contatos com videogames? A experiência dos games faz com que as pessoas enxerguem de forma diferente os desafios do dia a dia, as sensações de satisfação e ainda relembrem com clareza tanto o conteúdo como a emoção. Por isso, os games atualmente são fonte de inspiração das empresas para engajar colaboradores e gerar um clima colaborativo e de inovação.


exameFernando Seacero, sócio-fundador da i9Ação, explica em entrevista para Exame.com sobre o uso de games nas empresas para aumentar a motivação de equipes. Leia na íntegra!


Gamificação

O portal T&D, da revista brasileira especializada em Desenvolvimento Humano e Educação Corporativa, acaba de publicar um artigo sobre a inovação que os games corporativos trazem para as empresas. O autor Fernando Seacero é sócio-fundador da i9Ação. Leia o artigo  e conte para a gente a sua opinião!


geração yHá alguns anos, a geração Y começou a entrar no mercado de trabalho e mudou o perfil do quadro de colaboradores das empresas. Esta é a geração nascida entre os anos 1980 e 2000. São pessoas que priorizam o bem-estar e a liberdade criativa no ambiente de trabalho, que não têm medo de mudar de emprego e que buscam desafios constantes. Para esta geração, a forma de absorver conhecimento é diferente, por isso, devem ser utilizadas metodologias distintas que garantam um aprendizado produtivo.