Clique aqui para assistir a entrevista!

IMG_2928

Um teste feito com 30 mil pessoas identificou os quatro perfis de profissionais mais comuns entre os brasileiros. Quase metade deles faz parte do grupo dos conectados. O objetivo da metodologia é focar nos pontos positivos e conseguir ser melhor.

Fenando Seacero é psicólogo, trabalhou oito anos com recursos humanos e agora dá consultoria corporativa. Ele fez a pesquisa com os profissionais usando cartas. Cada uma delas contém uma frase, como por exemplo, “gosto de criar e manter relacionamentos harmoniosos” ou “gosto de trabalhar em grupo”.

A pessoa faz a escolha das cartas e Fernando monta o perfil: “Não é uma metodologia para avaliar ou qualificar. É uma metodologia para você conseguir ser melhor naquilo que faz”.

IMG_2911

Com essa avaliação ele conseguiu chegar a quatro grupos diferentes de profissionais na hora de trabalhar em equipe:

Conectados: O poder deles está em conseguir levar harmonia às equipes, mas erram em achar que são culpados quando há problemas no paraíso.

Realizadores: Eles têm o poder de fazer os projetos andar e simplificam o caminho. O erro deles é passar por cima do que estiver na frente.

Detalhistas: Planejam tudo diretinho, mas falham quando se deixam perder no exagero dos detalhes.

IMG_2901Observadores: Eles têm um verdadeiro banco de dados na memória, costumam captar e guardar fácil as informações, mas se esquecem deles mesmos e do projeto quando se preocupam demais com os outros.

“O ideal é você ter a representação desses quatro perfis dentro de uma organização, para que ela seja realmente potente e atinja seus objetivos, porque cada um é mestre em uma coisa, cada um é muito bom, ou em planejamento ou em harmonização de equipe, ou em comunicação ou em fazer as coisas acontecerem. Então quando você tem todas essas competências juntas, você consegue qualquer resultado”, explica Fernando.

Clique aqui para assistir a entrevista!

Leave a Comment