Estratégia de Team BuildingSaiba como transformar a inteligência da sua equipe em um diferencial para inovar em sua estratégia de Team Building. Veja, também, como a gamificação pode ajudá-lo na prática!

Você já viu aqui no AVATARH que a inteligência coletiva e o empoderamento criativo podem ser bastante úteis para aumentar a produtividade de sua equipe. Mas para isso funcionar, é preciso uma coisa: saber como usar esses elementos na hora de construir a estratégia de Team Building da empresa. Concorda?

Para transformar o potencial desses conceitos em ações reais, o primeiro passo é fazer algumas perguntas. Entre elas, pense:

  • Você conhece bem os objetivos do seu negócio? E os desafios?
  • Seus colaboradores identificam essas metas e problemas?
  • Quais são suas expectativas e necessidades mais imediatas?
  • E como, onde e quando o seu time pode ajudar a identificar e resolver essas demandas?

Você pode buscar a resposta para essas perguntas de várias formas: inclusive com a Gamificação, que é aplicada, por exemplo, em ações de melhoria para tomada de decisão, planejamento e definição das ações de team work.

Ou seja, games corporativos são alternativas para integrar colaboradores, identificar os problemas junto a eles e compartilhar as metas da sua companhia. E para ele ser prático, o caminho é simples: com o Brainstorm.

Brainstorm: discutindo ideias, encontrando caminhos para sua estratégia de Team Building

Com a segmentação das equipes e funções, abrir espaço em um brainstorm para diferentes pontos de vista pode ser mais eficiente (e lógico) do que simplesmente definir orientações sem conhecimento de cada área na prática.

Ao definir uma campanha de vendas, por exemplo, é mais provável que as empresas que avaliam as diferentes ideias e opiniões dos vendedores tenham mais sucesso do que aquelas que deixam de incluir a participação do time responsável pela prospecção.

Estimular a participação dos funcionários é um bom exercício para melhorar a motivação dos colaboradores, disseminar a cultura de sua organização e para promover a integração entre as áreas.

Sendo assim, porque não utilizar uma ferramenta que deixa na memória (de longo prazo) dos colaboradores os conteúdos trabalhados, amplia a sinergia e a troca de experiência, e ainda oferece um formato que inspirada os participantes? 

A Gamificação como ferramenta corporativa

Responda rápido: qual é o maior desafio do mundo corporativo, hoje? Ampliar o envolvimento dos colaboradores e melhorar seus resultados? Criar ferramentas de avaliação mais adequadas? Ou é atacar as dificuldades da operação, para aumentar as vendas?

Se todas essas possibilidades fizeram sentido para você, não se espante. E mais: saiba que a gamificação é um caminho para ajudar a resolver essas (e outras) dúvidas das rotinas empresariais.

Combinando ferramentas interativas e funções que ampliam o contato do colaborador com outras áreas da empresa, os jogos empresariais tornaram-se grandes aliadas dos profissionais de Recursos Humanos, Segurança do Trabalho, Vendas, Marketing etc.

A ideia é encontrar opções que favoreçam o engajamento dos times, ampliando o diálogo, o impacto, a integração e a produtividade dos participantes.

Além disso, essa estratégia pode melhorar a produtividade, facilitando a fixação de conteúdos de treinamento e aumentando a colaboração entre os membros das equipes.

Outra vantagem é a possibilidade de se criar relatórios de avaliação, para medir desempenho ou para analisar a aprendizagem global da equipe ou individualizada. Para completar a lista de benefícios, é importante frisar que os estímulos à criatividade, além de render boas ideias para maximizar o funcionamento dos times, também auxiliará na formação de possíveis lideranças.

Ou seja: mais do que um jogo, a gamificação é uma arma de gestão que, quando bem utilizada e gerenciada, pode render muitas oportunidades para qualquer empresa.

Quer saber mais sobre essa metodologia e como ela pode ajudar sua empresa? Então, não perca as novidades aqui, no blog da i9Ação!

Game Jam

Leave a Comment