Imagem: Marcus Souza

Faça com que os colaboradores se interessem pelo o que você precisa obrigatoriamente ensinar para eles sobre Ética e Compliance, e ainda tenha as evidências da realização dos treinamentos na sua mão

Você sabia que os adultos só aprendem o que eles querem e, se o processo não engajar, não há lembrança que permaneça?

Sim, ensinar o Código de Ética e Compliance para os colaboradores é apenas um dos desafios nas empresas. Sabemos que você tem o intuito de levar as equipes para o treinamento da maneira mais feliz e fluida possível. Além disso, é preciso ensinar, testar, mensurar e comprovar esse conhecimento adquirido por todos eles.

É por isso mesmo que a gamificação é uma iniciativa que faz tanto sucesso nas corporações para acelerar a aprendizagem e também para gerar memória de longo prazo (lembrar do que foi aprendido para colocar em prática no dia a dia de trabalho). Inclusive, ele nem vai perceber que está aprendendo — enquanto se diverte em um game digital de aprendizagem. 

Vale ressaltar que ela também precisa ser bem feita, divertida e alinhada com o objetivo do projeto, é claro!

Nos Estados Unidos, por exemplo, a gamificação já é uma realidade para diversas empresas, como McDonald’s, Lego e Coca-Cola. Já no Brasil, está sendo explorada, por diversas organizações, como Totvs, Algar Tech e SAP. E a tendência é expandir ainda mais nos próximos anos.



semana de compliance

Imagem: Marcus Souza

Implementar um game personalizado para a Semana de Compliance da sua empresa é uma excelente estratégia para melhorar a experiência para o colaborador e também criar uma imagem positiva do evento. Saiba como o processo, o time e a expertise da i9Ação ajudam a sua empresa a ter o evento de ética e Compliance dos sonhos de qualquer gerente!

Gerar uma experiência positiva com a obrigatoriedade da Semana de Compliance é um desafio antigo, mas cada vez mais urgente. O treinamento de Ética e Compliance pode ganhar o gosto dos colaboradores se for pensado para isso. É obrigatório sim, e também pode ser legal! Mas como?

Se você não aguenta mais enfrentar o olhar pesado pelos corredores na época do treinamento sobre o código de ética, venha conhecer as opções de gamificação que podem ensinar o conteúdo, avaliar, fixar e ainda deixar ele mais POPULAR entre os colaboradores.

Criar uma gamificação bem feita pode (e deve) mudar a visão das pessoas sobre a área de Compliance. Muito mais do que isso, ter o conteúdo de Ética e Compliance mais vivo na memória do colaborador tem um impacto tremendo que, por enquanto, só você sabe.

Então leia este material para conhecer mais sobre como as opções de gamificação (desde a mais simples até a mais robusta) podem resolver a aprendizagem e o engajamento das pessoas com a Semana de Compliance!

 



Imagem: Marcus Souza

Neste artigo, Fernando Seacero, fundador da i9Ação, conta sobre os perrengues de aplicar treinamentos em Compliance antigos e chatos, e diz que é possível montar uma versão muito mais legal desse treinamento obrigatório

 

Por Fernando Seacero

Um dos primeiros estudos sobre memória e esquecimento foi criado em 1885 por Hermann Ebbinghaus, psicólogo alemão pioneiro em estudos da memória. Ele criou uma representação gráfica da curva de esquecimento.

A curva de esquecimento aponta que quanto mais o tempo passa, mais nos esquecemos do que foi estudado. Mas ela também mostra o quão impactante é a recapitulação após uma hora, um dia, uma semana e um mês para mantermos o conteúdo na memória.



treinamento compliance

Imagem: Marcus Souza

Será que está na hora de inovar e apostar em técnicas de treinamento compliance mais interessantes, como a gamificação? Venha conosco e aprenda!

Compliance vem do inglês “to comply”, ou seja, agir conforme a lei. Então, já no início da conversa, podemos notar que o treinamento Compliance é fundamental.

Afinal, o treinamento Compliance é essencial para que as empresas eduquem os seus colaboradores sobre as políticas corporativas internas e externas, procedimentos, leis e regulamentos que se aplicam na sua rotina. 

Você pode estar se questionando: vale a pena investir em treinamentos de Compliance em formatos tradicionais (como cursos e palestras)?

A resposta é: não, definitivamente, não vale a pena (e por uma série de motivos).

Por isso, a nossa dica é: invista na tecnologia e na inovação para alcançar melhores resultados.

Um bom treinamento em Compliance precisa apresentar situações do dia a dia para que os colaboradores aprendam quais são as melhores maneiras de agir.

Somente assim, eles “ensaiam” sobre as melhores atitudes, mais adequadas conforme a sua rotina.

De acordo com o sócio-diretor da i9Ação, Fernando Seacero, “Compliance costuma ser um assunto mais árido nas organizações. Por isso, se torna muito importante tratarmos a aprendizagem deste tema de forma mais atraente e lúdica do que os oferecidos nos métodos tradicionais, mas sem perder a seriedade do tema”.

Por isso, seus colaboradores precisam se sentir estimulados a aprender com as situações do dia a dia. E os treinamentos tradicionais muitas vezes não permitem isso.