aprendizagem sobre lgpd

Imagem: Marcus Souza

Comunicar, engajar e gerar aprendizagem sobre LGPD é um dos desafios de diversos departamentos das empresas, que precisam ensinar a todos os envolvidos como lidar de forma legal com dados pessoais de colaboradores, fornecedores, clientes, prospects etc.

A partir de agosto de 2021 entraram em vigor as punições da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD). As empresas precisam realizar muitos ajustes nos processos internos, e é imprescindível fazer com que as mudanças adotadas sejam conhecidas e realmente aplicadas por todos os colaboradores.

O LGPD MASTER é um game digital, que foi desenvolvido para envolver o time interno com o tema e suas ramificações de maneira lúdica e interativa.

A metodologia utilizada gera aceleração da aprendizagem da equipe, engajamento emocional, enquanto também captura dúvidas em relatórios, e levanta os pontos de mais interesse dos usuários.

Achou interessante?  Então, descubra agora mesmo os 3 objetivos para superar com o APP gamificado LGPD MASTER:

  1. Promove a disseminação das informações sobre LGPD



Imagem: Marcus Souza

Você já sabe como medir de forma quantitativa e qualitativa a participação das pessoas na SIPAT em uma solução digital? E como analisar a forma como estão colocando em prática o aprendizado? Entenda como recursos digitais podem ajudar a engajar mais, ampliar a aprendizagem e, ainda, gerar diferentes relatórios

Agro, Beleza, Construção, Farmacêutico, Químico, Bancário e outros setores buscam cada vez mais a i9Ação para desenvolverem treinamentos de uma forma mais moderna, mas também mais eficiente. Além das necessidades de modernização e digitalização já existentes antes da pandemia, a Semana de Prevenção de Acidentes e Cuidados com a Saúde (SIPAT) passou também a ser aprimorada com as restrições do distanciamento social e das medidas de segurança por conta do COVID-19.

Nestes casos, segundo Fernando Seacero, fundador e CEO da i9Ação, uma plataforma digital gamificada é a solução sugerida para engajar progressivamente nos temas e ações da CIPA.

“Quando falamos de evolução progressiva, indicamos que as possam acessar o conteúdo de acordo com a sua velocidade de aprendizado e ordem de preferência, tendo uma aprendizagem mais orgânica, autônoma e interativa”, explica.



Por Fernando Seacero*

Na hora de adotar um modelo de aprendizagem digital nas empresas, é fundamental ter claras algumas diferenças sobre as plataformas adequadas para entreter ou para aprender.

Ultimamente, são muitas as necessidades de transformação digital. Há também uma invasão de soluções de ensino à distância que precisam ser analisadas e filtradas por quem cuida da aprendizagem e do engajamento, ou melhor, das pessoas nas empresas.

Segundo o Fosway Report 2020, um relatório anual sobre diferentes plataformas de aprendizagem, 95% das empresas mundiais afirmam que a aprendizagem e o treinamento corporativo não irão retornar para seu formato de antes da pandemia. Logo, acertar nessa escolha é uma questão de impacto no longo prazo.



Como gamificar seu Treinamento de Vendas

Se você já tem um treinamento estruturado para seus vendedores e ainda não transformou esse conteúdo em uma capacitação on-line que seja realmente eficaz, saiba como fazer essa transição



como engajar seus colaboradores em treinamentos

Saiba como engajar seus colaboradores em treinamentos de Compliance e Código de Conduta usando recursos de gamificação na aprendizagem

O ideal é fugir do padrão dos cursos desinteressantes e conquistar a atenção das pessoas para esse tema tão importante (e obrigatório) de forma leve e divertida

O principal desafio dos responsáveis pela aplicação dos treinamentos de Código de Conduta e Compliance nas empresas sempre bate na tecla do engajamento. Os treinamentos periódicos, na maioria das vezes, são repetitivos e desinteressantes, o que prejudica o cumprimento da obrigatoriedade de execução pelas equipes. 



A reportagem da Revista Locaweb deste mês ouviu especialistas e traz experiências de empresas que adotaram a gamificação como recurso para tornar a aprendizagem corporativa mais eficiente

Entender o potencial da gamificação para otimizar processos e resolver problemas de todos os setores da empresa. Este é o tema da matéria publicada na Revista Locaweb (edição nº 109). Entre os especialistas em gamificação e fontes de empresas que adotaram esse formato, a reportagem ouviu o neuropsicólogo e desenvolvedor de games Fernando Seacero, fundador da i9Ação, que trabalha com aprendizagem de adultos, engajamento e gamificação há 20 anos.



como engajar colaboradores

Imagem: Marcus Souza

A aprendizagem constante é um fator de fortalecimento para pessoas e empresas, mesmo com o distanciamento social. Proporcionar interatividade e aprendizagem ativa são duas ações que podem ajudar muito a gerar engajamento mesmo à distância

Em nosso blog mais recente, falamos sobre os sinais que indicam quando os colaboradores não estão engajados e citamos algumas formas de reverter essa situação. A questão é que além de identificar que existe desengajamento, é preciso estar aberto para mudar ou adaptar o formato para possibilitar um ambiente com mais propósito, comprometimento, comunicação, transparência, visão sistêmica etc.

Durante uma pandemia e mesmo depois dela, grande parte das interações e treinamentos passam a ocorrer por meios on-line, tanto identificar o desengajamento como trabalhar o bom relacionamento com o colaborador se tornam missões antigas em formato novo e mais desafiador para os gestores de pessoas dentro das empresas.

Para facilitar o desafio em um cenário em transformação, podemos citar a pesquisa anual do Engagement Group, divulgada em 2019, que considera os principais pontos que influenciam o engajamento nas organizações nos três últimos anos são:

  • Liderança inspiradora
  • Comunicação fluida entre diferentes níveis hierárquicos
  • Aprendizagem constante

Isso quer dizer que: se o engajamento é um baú de tesouro escondido, temos algumas pistas. E para entender mais sobre o baú e as pistas, Blog AvataRH conversou com o neuropsicólogo e desenvolvedor de games Fernando Seacero, fundador da i9Ação – empresa que trabalha com aprendizagem de adultos, engajamento e gamificação há 20 anos.



desengajamento dos colaboradores

Imagem: Marcus Souza

A maior incidência de afastamento por problemas psicológicos e o aumento de estresse verificado nos profissionais nas empresas são sinais da diminuição deste quesito “engajamento” nas organizações. A mudança no modelo de trabalho e na vida das pessoas com a pandemia fez com que os gestores precisassem se adaptar e buscassem novas formas de engajar e medir o engajamento

As empresas estão cada vez mais conscientes da importância de possuir colaboradores engajados. Elas sabem que o desengajamento dos colaboradores pode custar muito caro e, por isso, existe grande investimento em treinamentos e benefícios. Mas, em tempos de trabalho on-line e em home-office, como identificar a desmotivação e a falta de comprometimento nas pessoas?

O engajamento é o comprometimento e envolvimento emocional do colaborador com a empresa. Um profissional engajado é entusiasmado com o trabalho e envolvido com as ações que fortalecem a reputação da organização. Mas quando esse envolvimento não existe, o colaborador está desinteressado e isso prejudica o desenvolvimento dele como profissional e o crescimento da empresa. Por isso, é importante identificar quais colaboradores estão desengajados e propor medidas para mudar essa situação.



sipat 2020

Imagem: Marcus Souza

Para todas as empresas que contam com uma CIPA, é preciso realizar anualmente a SIPAT – Semana Interna de Prevenção de Acidentes. Se você já organizou um desses eventos, com certeza sabe que demanda (em um cenário normal) uma série de definições e um extenso processo de organização. Mas como será que as empresas podem realizar a SIPAT 2021?

 

Com a pandemia do novo Coronavírus e a instauração da quarentena em todo o mundo, a SIPAT 2021 precisará ganhar adequações dentro do “novo normal”, que é o trabalho home office, algumas escalas de trabalho reduzidas e regras de distanciamento social, além de dos novos hábitos e padrões de higiene e de segurança. E como fazer a SIPAT 2021 neste contexto?

Apesar das mudanças exigidas agora, o momento só antecipou algumas tendências e acelerou a transformação digital na realidade das empresas. É aproveitando dos pontos positivos que você pode superar os desafios para realizar a SIPAT 2021, e ainda trazer as atualizações da segurança do trabalho necessárias nesse contexto.

+ Leia também Ebook: 5 ações que não podem faltar na organização da sua SIPAT DIGITAL

Confira agora como superar 6 principais dificuldades de realizar o SIPAT 2021 e melhorar o que já precisava de uma modernização. Vamos apresentar alguns pontos sobre soluções digitais para um SIPAT de sucesso.



Tecnologias ajudam a enxergar o Engajamento

Imagem: Marcus Souza

 

Por Fernando Seacero*

Com o passar dos meses de atividades corporativas prioritariamente on-line, os gestores de RH estão descobrindo na prática que um bom onboarding não pode se limitar a um vídeo de boas-vindas e uma sequência de aulas ou apresentações gravadas. Os reflexos dessa situação já mostram que este formato impossibilita um ponto crucial do processo: que seu departamento consiga enxergar de fato a pessoa, entender como ela está indo e qual o seu desempenho.

Como as empresas exigem cada vez mais agilidade e efetividade no processo de integração de novos colaboradores, é imprescindível que o RH consiga acompanhar de perto e em tempo real a evolução de cada pessoa no fluxo de treinamentos. Se não enxerga, a probabilidade de o novo integrante se perder é muito grande.


1 2 3 12