Experiência na Gamificação presencial e virtual

Imagem: Marcus Souza

Quando penso na forma de acolher as pessoas que entram em uma empresa, penso na experiência! Vou explicar o porquê neste texto logo adiante

Por Fernando Seacero

O melhor caminho para as boas vindas deve ser aquele onde os novatos possam compartilhar suas visões, trocar percepções com os outros participantes, viver e sentir os valores da organização. E, além disso, entender como tudo pode ser aplicado no trabalho.

Sabemos que, mais do que qualquer coisa, queremos colaboradores (fornecedores, clientes e muitos outros) encantados e inspirados, não é mesmo? Então, se queremos e buscamos resultados cada vez mais incríveis, o mínimo seria receber as pessoas em uma experiência participativa e imersiva.

Lembro até hoje daquele dia que aprendemos sobre …

Desde que comecei a trabalhar com a gamificação, tive diversas experiências e percepções com grupos e pessoas que participaram de nossos processos.

No início, utilizávamos games de tabuleiro com temas e histórias imersivas, onde todos os participantes literalmente vestiam seus personagens e entravam em aventuras sobre Trabalho em Equipe, Liderança, Comunicação, entre outros temas.



Microlearning

Imagem: Marcus Souza

É preciso se atualizar com o que há de melhor no Brasil e no Mundo, por isso, hoje, damos continuidade aos assuntos sobre tendências de aprendizagem aqui no Blog da i9. Vamos falar sobre Microlearning (ou aprendizagem rápida em tradução livre)

O Microlearning é um processo de aprendizagem que faz a divisão de informações em blocos de tópicos pequenos. Ao interagir com essas pílulas de aprendizado altamente direcionadas, as lições se tornam muito mais fáceis de digerir e a probabilidade de retenção de conhecimento aumenta. É uma forma de compreender um assunto em um curto espaço de tempo.

Ele é mais do que um simples recurso de treinamento, já que oferece pílulas de informações para ajudar o participante a alcançar um objetivo específico e acionável. Isso torna o Microlearning muito valioso nas empresas.

Segundo Fernando Seacero, fundador da i9Ação, que trabalha com desenvolvimento de jogos para aprendizagem e games empresariais há mais de 20 anos:

“Estamos acostumados com aulas longas, com mais de 1 hora, e muitos estudos já sustentam que pequenas parcelas de conhecimento geram uma retenção muito maior, comparado a alguns métodos. Essa retenção acontece principalmente nos primeiros 15 minutos, e depois há uma queda abrupta. E o Microlearning é essa forma de quebrar esse conteúdo em parcelas menores, de forma criativa.”

É uma metodologia que chega para mudar padrões e conceitos! Quer ver? Você já se fez estas perguntas ou testou algo parecido com elas?

  • E se, em vez de sobrecarregar o participante, a informação fosse passada aos poucos?
  • Como é possível as pessoas aprenderem em pequenos passos para, até mesmo, desenvolverem habilidades mais complexas?
  • E se o aprendizado nas empresas seguisse um cronograma de assimilação rápida?

O fato é: momentos curtos e focados de aprendizado podem ser mais fáceis de digerir.

Portanto, o conceito do Microlearning é que, com o incremento de uma pequena carga cognitiva por vez, é possível liberar o cérebro do aluno para se concentrar no trabalho real de praticar novas habilidades e competências, sem se prender por horas em uma palestra.

Ele também se fundamenta no fato de que não conseguimos ter nossa atenção focada e de alta qualidade depois de 20 minutos.



aprendizagem em rede

Imagem: Marcus Souza

Saiba como os processos estruturados de aprendizagem em rede podem ajudar a sua empresa a melhorar a comunicação, empatia, visão sistêmica e trabalho colaborativo da equipe

Na vida corporativa, que está cada vez mais dinâmica com os efeitos do mundo globalizado e virtual, um dos desafios mais comuns é conseguir envolver os colaboradores. Seja para entender e alinhar os objetivos da empresa ou para conseguir resolver problemas do dia a dia, a necessidade de engajar o time é inevitável – e muitas vezes essa é a maior dificuldade a ser vencida. E uma forma de solução é a aprendizagem em rede.

A solução de engajamento pode ser encontrada, acredite, pela própria equipe! Estar atento à diversidade de ideias e aproximá-las pode ser um trunfo importante para facilitar o convencimento interno. E é por isso que muitas companhias vêm apostando em estratégias que valorizem a Inteligência Coletiva como parte das ações de integração dos funcionários, de aprendizagem de conceitos institucionais, de desenvolvimento de competências, treinamentos etc.



soluções gamificadas

Imagem: Marcus Souza

Considerada uma tendência global, a Gamificação utiliza elementos de jogos para resolver situações reais. Mas, isso não significa que basta levar os jogos para sua empresa. Saiba como escolher a sua solução gamificada certa para a sua necessidade

Com a infinidade e a velocidade de informação que circula na era digital hoje em dia, com os recursos disponíveis atualmente, passar um PPT dentro de uma sala de aula não é o suficiente para envolver o participante em uma proposta de aprendizagem.

Pensando nisso, temos uma série de materiais para ajudar você a encontrar e a escolher uma solução de aprendizagem:

Falamos sobre a importância da Inteligência Coletiva e da Aprendizagem em Rede, abordamos uma das etapas mais importantes do processo de gamificação, que é o Brainstorm e também como desenvolver competências em nosso cenário de desafios constantes.

Metodologia e resultado

Agora, para tornar essa prática – a gamificação – realmente efetiva e acertar em cheio na solução, vamos trazer algumas referências que consideramos importantes na hora de começar a sua jornada em busca da solução gamificada para ensinar os colaboradores (sobre a empresa, código de ética, produtos, LGPD etc.).

Para isso, vamos destacar três pontos que fazem a diferença na entrega dos resultados:



ideias de onboarding

Imagem: Marcus Souza

Conte para nós: como é e o que tem de mais bacana no processo de integração de colaboradores na sua empresa? Já pensou em investir em novas ideias de onboarding para tornar a integração mais digital e muito mais interessante do que os antigos processos praticados?

O problema dos modelos de onboardings tradicionais (expositivos) é gerar pouco engajamento e apresentar baixa retenção de informações (pouca aprendizagem).

Por isso, apostar em uma metodologia inovadora e participativa melhora esse engajamento inicial do colaborador, o que é fundamental para encantar e conquistar os recém-chegados nos primeiros meses de trabalho.

Assim, um dos impactos importantes dessa escolha é que a empresa consegue reter talentos e reduzir o turnover — alcançando o desafio de diminuir o número de desligamentos de colaboradores nos primeiros 6 meses de trabalho.

Portanto, investir em novas ideias de onboarding para enriquecer e modernizar o processo de integração é uma ótima oportunidade e, também, a solução para vários outros desafios econômicos e de produtividade.

Não sabe como fazer isso? Então, venha com a gente!

Vamos falar mais sobre a importância de conquistar o colaborador e apresentar 4 ideias de onboarding para atualizar o processo de integração na sua empresa.

Vamos lá? Boa leitura!

 

Qual é a importância de “pensar fora da caixa” na hora de considerar as ideias de onboarding para aplicar na empresa?



Game digital de aprendizagem

Imagem: Marcus Souza

Games Digitais de Aprendizagem estão cada vez mais em alta para treinamento e engajamento de pessoas, que tal conhecer mais sobre – o que também podemos chamar de Plataforma customizada gamificada de aprendizagem

Antes da transformação digital, as empresas escolhiam e utilizavam muito o EAD ou cursos em suas plataformas de LMS para treinamento e desenvolvimento de seus colaboradores. No entanto o formato EAD gera entre 9 e 12% de retenção dos conteúdos e de participantes engajados. Então, quando é necessário ter alto engajamento e impacto, a solução pode ser o desenvolvimento de um game customizado para aprendizagem, que pode gerar entre 40 a 80% de engajamento e retenção do aprendizado.

Seja para integração de novos colaboradores ou disseminação de cultura (da empresa ou de segurança), alguns de seus objetivos provavelmente são: 

  • Engajar os colaboradores com o seu negócio
  • Treinar comportamentos desejados
  • Passar informações da empresa de maneira leve e descontraída
  • Garantir o impacto e aprendizagem necessária.
  • Novos modelos de treinamento que atendam aos desafios de nossa atual realidade: onde os profissionais não têm tempo para participar dos treinamentos e possuem diversos tipos de elementos que geram dispersão 

Além de customizar uma ferramenta digital, grandes empresas precisam ainda ter escalabilidade para atender centenas ou milhares de colaboradores.

Se essa é uma realidade conhecida para você, que tal aprofundar seu entendimento sobre o Online Wow, im game digital de aprendizagem customizados e escaláveis? E para escolher o melhor formato, é importante conhecer as opções! Por isso, vamos explicar aqui no Blog AvataRH o que estamos preparando mundo afora com essa tal gamificação 😊



aprendizagem sobre lgpd

Imagem: Marcus Souza

Comunicar, engajar e gerar aprendizagem sobre LGPD é um dos desafios de diversos departamentos das empresas, que precisam ensinar a todos os envolvidos como lidar de forma legal com dados pessoais de colaboradores, fornecedores, clientes, prospects etc.

A partir de agosto de 2021 entraram em vigor as punições da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD). As empresas precisam realizar muitos ajustes nos processos internos, e é imprescindível fazer com que as mudanças adotadas sejam conhecidas e realmente aplicadas por todos os colaboradores.

O LGPD MASTER é um game digital, que foi desenvolvido para envolver o time interno com o tema e suas ramificações de maneira lúdica e interativa.

A metodologia utilizada gera aceleração da aprendizagem da equipe, engajamento emocional, enquanto também captura dúvidas em relatórios, e levanta os pontos de mais interesse dos usuários.

Achou interessante?  Então, descubra agora mesmo os 3 objetivos para superar com o APP gamificado LGPD MASTER:

  1. Promove a disseminação das informações sobre LGPD



Imagem: Marcus Souza

Você já sabe como medir de forma quantitativa e qualitativa a participação das pessoas na SIPAT em uma solução digital? E como analisar a forma como estão colocando em prática o aprendizado? Entenda como recursos digitais podem ajudar a engajar mais, ampliar a aprendizagem e, ainda, gerar diferentes relatórios

Agro, Beleza, Construção, Farmacêutico, Químico, Bancário e outros setores buscam cada vez mais a i9Ação para desenvolverem treinamentos de uma forma mais moderna, mas também mais eficiente. Além das necessidades de modernização e digitalização já existentes antes da pandemia, a Semana de Prevenção de Acidentes e Cuidados com a Saúde (SIPAT) passou também a ser aprimorada com as restrições do distanciamento social e das medidas de segurança por conta do COVID-19.

Nestes casos, segundo Fernando Seacero, fundador e CEO da i9Ação, uma plataforma digital gamificada é a solução sugerida para engajar progressivamente nos temas e ações da CIPA.

“Quando falamos de evolução progressiva, indicamos que as possam acessar o conteúdo de acordo com a sua velocidade de aprendizado e ordem de preferência, tendo uma aprendizagem mais orgânica, autônoma e interativa”, explica.



Por Fernando Seacero*

Na hora de adotar um modelo de aprendizagem digital nas empresas, é fundamental ter claras algumas diferenças sobre as plataformas adequadas para entreter ou para aprender.

Ultimamente, são muitas as necessidades de transformação digital. Há também uma invasão de soluções de ensino à distância que precisam ser analisadas e filtradas por quem cuida da aprendizagem e do engajamento, ou melhor, das pessoas nas empresas.

Segundo o Fosway Report 2020, um relatório anual sobre diferentes plataformas de aprendizagem, 95% das empresas mundiais afirmam que a aprendizagem e o treinamento corporativo não irão retornar para seu formato de antes da pandemia. Logo, acertar nessa escolha é uma questão de impacto no longo prazo.



Como gamificar seu Treinamento de Vendas

Se você já tem um treinamento estruturado para seus vendedores e ainda não transformou esse conteúdo em uma capacitação on-line que seja realmente eficaz, saiba como fazer essa transição


1 2 3 12