Por Fernando Seacero, sócio-fundador da i9Ação

TeamworkMuitas empresas estão em busca, cada vez mais, de soluções que podem ampliar o envolvimento dos colaboradores nos processos da organização e, assim, melhorar seus resultados. Por isso, nos últimos anos, iniciativas com gamificação tornaram-se grandes aliadas dos profissionais de Recursos Humanos. Tanto tabuleiros físicos como soluções digitais, principalmente os feito sob medida e personalizados, estão sendo opções na busca de engajamento e de ampliar o diálogo, o impacto, a integração e a produtividade.

Recentemente, li um artigo sobre isso no site da HR.Blr.com, de autoria de Karen Hsu, vice-presidente de Marketing da Badgeville, empresa norte-americana especializada na área. Achei a abordagem que ela deu ao tema tão interesse que decidi trazer para vocês uma tradução livre dos pontos mais interessantes. Confira!


gamificação e preferências humanasA matéria “Ou Isto ou Aquilo”, publicada pela Revista Você SA no mês de abril, aborda a temática da ambivalência, mostrando que a escolha muitas vezes é um momento difícil principalmente para as pessoas denominadas ambivalentes. Você pode ler a matéria completa nas imagens abaixo!

Todas as pessoas têm dificuldades na hora de escolher, mas existem aqueles que analisam a fundo os dois (ou mais) lados da situação. Aqueles que veem tantos detalhes na hora da decisão são tachados de indecisos ou em cima do muro. Mas a questão é que esse perfil, é claro, tem seu lado positivo e pode agregar muito em uma equipe.

A matéria cita: “em uma situação ruim, essas pessoas tem mais facilidade em encontrar o lado positivo. Elas também conseguem organizar as informações e entender consequências de diferentes decisões